O que são contratos de swap cambial do Banco Central?

O que são contratos de swap cambial do Banco Central?

O swap cambial é uma ferramenta muito importante para que o Banco Central mantenha estável a taxa de câmbio. Saiba como funciona esse mecanismo.

O swap cambial é um mecanismo de contrato entre indexadores diferentes (por exemplo: dólar e real, dólar e euro, etc.) que garante uma maior estabilidade no câmbio. Sendo assim, essa é uma importante operação financeira usada pelo Banco Central para manter a taxa de câmbio menos volátil.

Além disso, ela é muito utilizada por empresas e até mesmo por traders para garantir maior segurança em suas operações. Por isso, preparamos um artigo completo sobre a aplicação dessa ferramenta pelo Banco Central para a manutenção da taxa de câmbio.

O que é swap cambial?

O swap cambial é um mecanismo que ocorre através de contratos de troca de indexadores. Essa é uma forma de gerenciar as taxas de reajuste entre as partes envolvidas no contrato.

Para que o conceito não fique muito teórico, vejamos um exemplo prático: se uma empresa possui uma dívida em dólares e quer se proteger da desvalorização da moeda, ela pode fazer o contrato com outra empresa que também tenha dívidas.

Assim, o acordo é feito em outra moeda, de forma que as taxas de juros não fiquem ainda maiores por conta de variações no câmbio. Dessa forma, essa é uma importante ferramenta para se proteger da variação cambial e garantir o pagamento de uma dívida de forma mais barata.

No caso do Banco Central, a instituição do governo brasileiro que cuida mais diretamente da política monetária do país, esse mecanismo é usado para manter a taxa de câmbio estável.

O uso do swap cambial pelo Banco Central

Uma das funções do Banco Central é justamente manter a taxa de câmbio em um nível estável, tornando estável também o cenário econômico brasileiro, uma vez que diversas trocas com moedas estrangeiras são feitas todos os dias.

Assim, no swap cambial realizado pelo Banco Central, esta instituição possui a responsabilidade de pagar a variação cambial de determinado período (chamada de indexador 1), enquanto o trader arca com uma taxa de juros estabelecida com essas mesmas variações (chamada de indexador 2).

Dessa forma, não há troca do valor principal: a única possibilidade que pode ocorrer é caso haja o pagamento de diversos fluxos provenientes tanto do indexador 1 quanto do indexador 2. Essa ferramenta é usada de forma regular não apenas pelo Bacen, mas por diferentes companhias, especialmente aquelas do mercado financeiro, como bancos, corretoras e outros.

Por fim, fica claro que o Banco Central se envolve nas operações de swap justamente para que o dólar caia frente ao valor do real e para o controle da volatilidade do câmbio. Além disso, também é possível usar essa ferramenta para verificar as ações futuras dos diversos agentes econômicos.

Vale notar que o Bacen pode optar pelo swap tradicional (usado quando instituições acreditam na desvalorização frente ao dólar) e o swap reverso (quando há consenso de uma alta do real frente ao dólar).

Ainda que muitos possam achar contraintuitivo uma proteção contra a alta do real frente ao dólar, esse é um mecanismo usado para não prejudicar tanto as exportações do país.

Swap cambial para empresas e traders

Como nota adicional, vale salientar que as operações de swap também são comuns tanto no ambiente das empresas quanto nas mesas de operações de traders. As empresas usam o swap cambial para se proteger contra variações cambiais na venda de seus produtos para o exterior.

No Brasil, é muito comum que grandes exportadoras de commodities (como Petrobrás, Vale, Suzano, Klabin e outras) usem esse mecanismo. Afinal, muito da produção dessas companhias é voltada para o exterior.

Por outro lado, traders podem usar operações desse tipo para conseguir altos lucros com a variação cambial através de derivativos. No entanto, esse tipo de atividade é altamente arriscada, podendo trazer ganhos elevados, mas também perdas gigantescas no patrimônio.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.